TODOS ATLETAS SE DOPAM!

TODOS ATLETAS SE DOPAM!
De maratonistas a lutadores, de A a Z, a grande maioria usam esteroides anabolizantes!

Médico fisiologista de estrelas do UFC afirma: “98% dos competidores se dopam”.

Marco Aranha pensa que os médicos das Comissões estão atrasados –
Faixa-preta de jiu-jitsu e médico especialista em fisiologia do esporte, Marco Aranha já foi responsável pela preparação de atletas como Wanderlei Silva e Fabrício Werdum e atualmente cuida de John Lineker, Francisco Trinaldo ‘Massaranduba’, Godofredo Pepey, entre outros atletas do UFC.

Em um bate-papo franco e exclusivo com a Ag. Fight, o médico preferido dos lutadores não ficou em cima do muro quando perguntado sobre qual a porcentagem de atletas que na opinião dele ingerem substâncias proibidas no UFC:
“Acredito que 98% dos lutadores se dopam”, decretou.

Confira abaixo a entrevista completa com o doutor Aranha, que afirmou que os médicos das Comissões Atléticas estão desinformados e que é praticamente impossível ‘sobreviver’ e se recuperar dos puxados treinos de MMA e das lesões, sem fazer uso de alguma substância.

Um dos maiores nomes do MMA, Anderson Silva, foi flagrado no exame antidoping por uso de esteroides.
Você acredita que os atletas estão usando mais drogas ou os exames é que estão mais rigorosos?

Os esportistas de alto rendimento sempre usaram esteroides, só que como o MMA está crescendo demais, a profissionalização vem junto e a verdade começa a aparecer. Infelizmente é uma realidade.
Um lutador tem preparador físico, professor de boxe, professor de jiu-jitsu, tem um cara que acompanha para melhorar o rendimento do atleta.
Eles usam esteroides não é para a luta, mas para conseguir suportar essa carga pesada de treinamentos diários e se recuperar de lesões. Como você acha que o cara consegue fazer três treinos no dia e depois acordar inteiro?

DOPING NO MMA

Algo tão comum no meio desse esporte que vem assombrando aos fãs e até mesmo alguns atletas. Então antes de opinar sobre algo, nada melhor que aprender e através desse texto primeiramente venho explicar e dar uma clareada a galera que desconhece sobre esse assunto,
e também ajudar aqueles que já tem um certo conhecimento a aumentar seu leque ainda mais, sanando algumas dúvidas se possível nesse texto em relação ao Doping e ao uso de certas substancias dentro das artes marcial.

Como sabemos a lista de atletas pegos no anti-doping é grande, e a maioria dos casos é por uso de esteróides,
mas é bem provável que 98% faça uso de GH, devido a dificuldade de ser detectado nos testes.
É provável também que lutadores façam uso de outros PEDs, isso é normal até porque a recuperação para lesões se torna mais fácil.
O uso de pro-hormonais também é uma possibilidade, fora a existência de esteróides designer, que são estruturalmente manipuladores,
assim são desenvolvidos para atletas, para poder ser indetectáveis pelos testes atuais, vide Tetrahidrogestrinona ou THG.

Assim como a testosterona e o GH, o uso de Stano e oxan pode ser comum, já que são drogas com tempo de detecção curtas,
(oral em torno de 3 semanas). Diversos lutadores já foram pegos pelo uso de Stano ou Masteron (tempo de 2 meses para detecção).
O uso do diurético além de ajudar na perde de peso, ajuda a esconder o uso de outras drogas por acelerar sua eliminação pela urina.

Resumindo, atletas podem usar diuréticos em uma dose apenas horas antes de competir ou de ser testado (lutadores ou quaisquer atletas),
ou usar de forma crônica por meses, mas isso é mais normal no mundo dos ginastas e essa galera ai.
Vale lembrar que os diuréticos mais abusados por atletas tem uma meia vida curta, sendo assim são indetectáveis na urina se não forem coletadas 1 ou 2 dias após a ultima administração do produto.
(Os diuréticos mais utilizados são Furosemida, hidroclorotiazida e triantereno).

Para avaliar o uso ilegal de testo é tudo baseado na relação urinaria de testo, epitestosterona com 6:1 ou até 4:1 sendo o limite superior legal.
Como a testo não é convertida de imediato em epitestosterona utilização dessa droga aumenta sua relação.
Por isso diversos atletas injetam epitestosterona  antes do teste de drogas para esconder o uso exógeno de testo.

A contraprova dessa estratégia é simples: Concentrações de epitestosterona acima de 200ng/ml são consideradas provas de manipulação de Epitestosterona.  Elevando assim essa manipulação, passando algumas horas se volta aos limites basais e a detectar a testo fica
praticamente impossível para os laboratórios.

Vale se lembrar também que o abuso nunca é inteligente, por dois motivos simples.
Lutadores precisam fazer uma baixa no peso, as vezes 10 à 15 kg fáceis e eles também não podem sofrer o Crash hormonal por suspender o uso.
Esse Crash hormonal tem um efeito negativo sobre o sistema nervoso, principalmente com a perda de força física, gás, desanimo ou baixo nível de rendimento nos treinamentos, entre diversos outros fatores. Isso ai minha galera, esses recorrentes são vistos claramente na migração dos lutadores do PRIDE pro UFC no começo, a queda de rendimento no curto ou médio prazo com grandes atletas como WAND, SHOGUN E CC.

Vale lembrar que o abuso prolongado demora muito, muito tempo para recuperação (vide mais atualmente o que aconteceu com Overeem, pezão, deverá acontecer com Belfort e possivelmente aconteceria com Anderson).
O uso de AE’s controlados em conjunto com testo e GH (ou apenas os dois), seria bem mais fácil de manter em alto rendimento.
Isso fez com que lutadores utilizassem a TRT para se manter em grande forma (Vitor naquela avalanche de 3 KO’s), e principalmente aqui no Brasil a falta de testes faz com que lutadores usem a abusem constantemente.

Está foto monstra-se visivelmente a diferença de shape do lutador Vitor Belfort com o cancelamento de seu tratamento.
Nota-se uma grande diferença na parte superior do seu corpo, principalmente a parte peitoral e do ombro, também se nota diminuição do volume muscular e aumento do porcentual de gordura em seu corpo, com TRT vemos o quanto está fibrado e denso.

Cheick Kongo, Toquinho, Woodley, George Saint-Pierre e Overeem são belos exemplos de lutadores que apresentam ou apresentavam shapes parecidos com de bodybuilders, mas isso não é apenas pelo uso de hormônios, vale lembrar que atleta feito eles possuem uma genética insana para ganho de Massa Magra.

Atletas assim deveriam ser testados seguidamente, até porque seria difícil manter esses shapes apenas com o uso de peps peptídeos (sabemos que GH sozinho é inútil nesse sentido) para uma pessoa que não tem o mesmo potencial genético, vale lembra que manter tamanha Massa Magra e volume com um BF na casa de 1 Digito é muito difícil e praticamente impossível sem o uso de nada, além de dieta.

E esses lutadores apresentam físicos de alto nível no dia da luta, justamente na época em que o antidoping tem maior probabilidade de acontecer. Eles podem estar em uso de esteróides freqüentemente, mas dificilmente em abuso.

Exemplo de atletas que tem o fator genético a seu favor. (Bob Lashey, Overeem, Todd Duffe, Tyron Woodley e Phil Baroni)

Exemplo de atletas que tem o fator genético a seu favor.

Massa magra em alto volume e seu porcentual de gordura na casa do u digito. (Bob Lashey, Overeem, Todd Duffe, Tyron Woodley e Phil Baroni).

Pra finalizar vale deixar claro que drogas não são usadas para uma grande vantagem de FORÇA e sim para manter o rendimento nos treinos no mais alto nível e facilitar a recuperação, já que se machuca muitos nos treinos.
Diremos de uma forma mais clara, como é possível treinar em três períodos dando seu máximo e no outro dia acordar pronto pra isso novamente,
só com banheira de gelo?Lógico que não, até por isso é muito utilizado nesse meio o uso de GH (Pessoas próximas ao Spider já afirmaram o uso do mesmo em 2-4ui diários, mas não se tem prova alguma em relação a isso).

Lógico, com treinamentos mais perfeitos se chega ao melhor, tanto fisicamente até mesmo como psicologicamente, mas talento não se aparece do nada também, até porque o lutador vencedor não vai ser o que faz mais uso de qualquer substancia e sim, o mais talentoso.
Isso é válido não apenas para qualquer tipo de arte marcial, como pode ser em outros esportes também.

Exemplo claro do atletismo, nos anos 30 o recorde dos 100m rasos era de 10.3-10.2 s (os esteróides não haviam sido sintetizados, nem GH ou EPO), enquanto nos anos 90 esse recorde chegou a 9.9-9.8 s.
Uma pequena diferença que poderia ser atribuída às drogas, mas também a evolução do treinamento, de qualquer forma uma pequena diferença.

Independente do uso de drogas ou não, tanto Usain Bolt ou Lance Armstrong, com certeza devem ser reconhecidos como os mais talentosos atletas em suas modalidades. Igual no MMA Anderson Silva foi campeão por seu talento inegável superior a de seus adversários por muito tempo,

Overeem foi o cara mais temido de 2011 se não me engano no Kickboxing por conta não apenas de seu físico avantajado, mas também por conta de seu talento na arte mais agressiva do mundo das lutas, o mesmo vale para a Cyborg ou qualquer outro campeão que tenha sido pego no Doping
ou até mesmo que não tenha sido pego.

Abaixo uma lista casos famosos com atletas que foram pegos nos exames:

Anderson Silva – Drostanolona e Andosterona em 2015.  (Mesmo ter dado negativo no ultimo teste, vale-se lembrar que outros dois foram dados como positivos).

Chael Sonnen (2x) – Testosterona em 2010; GH, HCG, EPO e Anastrozol em 2014.

Stephan Bonnar (2x) – Masteron e Boldenona em 2006).

Brian Bowles – Testosterona em 2013.

Antonio Silva, o Pezão – Testosterona em 2013.

Chris Cyborg – Stanozolol em 2012.

Rousimar Palhares, O Toquinho – Testosterona em 2012.

Rafael Cavalcante – Stanozolol em 2012.

Alistar Overeem – Testosterona em 2012.

Muhammed Lawal – Masteron em 2012.

James Irvin – Epitrenbolona em 2010.

Josh Barnett – Masteron em 2009, Nandrolona e Boldenona em 2002 e  Masteron  em 2001.

Royce Gracie – Nandrolona em 2007.

Hermes França – Masteron em 2007.

Sean Sherk – Nandronlona em 2007 .

Nate Marquardt – Nandrolona em 2005.

Thiago Alves – Espironolactona em 2006 (Diurético).

Tim Sylvia – Stanozolol em 2003.

Rony Jason –hidroclorotiazida em 2015 (Diurético).

Hector Lombard – Esoximetitestosterona em 2015.

Alexander Shlemenko –  Testosterona em 2015.

Kimo Leopoldo – Stanozolol em 2004 e 2006.

Vitor Belfort – Nandrolona e Hidroxitestosterona em 2006 e Testosterona acima do limite em 2014.

Phil Baroni – Stanozolol e Boldenona em 2007 (Vale lembrar que aconteceu com ele o mesmo caso do Anderson, venceu depois de testes como positivos, deu um negativo.

Ken Sharmock – Stanozolol em 2009.

Thiago Tavares – Drostanolona em 2013.

Ali Bagautinov – EPO em 2014.

Cung Lee – GH e Testosterona em 2014.

Kevin Randleman – Amostra de urina falsa em 2006.

Carina Daam – Nandrolona em 2008.

Denis Hallman – Drostranolona e Nandrolona em 2007.

Leben – Stanozol em 2008.

Pawel Nastula – GH, EPO, HCG e Nandrolona em 2006.

Alexandre Nogueira – Boldenona em 2008.

Donald Cerrone –  Hidroclorotiazida em 2007 (Diurético).

Thiago Silva – Amostra de urina falsa em 2011.

Wanderlei Silva – Se recusou a fazer o teste em 2014.
Curiosidade 01: Hermes França VS Sean Sherk lutaram e ambos caíram no Doping juntos.

Curiosidade 02: Mark Kerr foi o atleta peso-pesado mais temido do mundo entre 1997 a 2000. Depois de ficar um tempo parado, Keer voltou a lutar em 2004 com um físico visivelmente fora de forma, o mesmo após isso assumiu uso de Anabolizantes e disse que lutou contra esse vicio desde o fim de sua carreira, sua história chegou a virar filme: Smashing Machine.

Curiosidade 03: Barnett foi pego 3x no exame, sendo todas em anos e lutas diferentes.

Curiosidade 04: Karo Parisyan e Bas Rutten foram pegos por uso de analgésicos com substancias que eram irregulares, porém os dois lutadores não foram pegos por uso de algo a mais, diferente de Leben, Irvin.

Curiosidade 05: De todos os lutadores citados na lista, praticamente a metade não saiu vencedor. Isso é outra prova que uso de qualquer substancia não motiva teu talento natural. Os derrotados em suas lutas foram:

– Leben, Kimo, Belfort,  Bonnar, Phil Baroni, Hermes França, Pawel Nastula, Chael Sonnen, Brian Bowles, Kevin Randleman, Toquinho, Ali Bagautinov, Cung Lee, Alexandre Nogueira e Thiago Tavares.

Você não acha meio contraditório o UFC fechar o cerco contra os atletas que usam esteroides, já que o evento exige tanto dos lutadores?

Com certeza, é totalmente contraditório. Os caras sempre tomaram durante os seus camps para suportar a pesada carga de treinamentos e paravam quatro semanas antes da luta, por isso a maioria sempre passou nos exames sem problemas.

Acredita que os médicos que trabalham para as Comissões estão atualizados nessa questão do doping?

Para os caras estarem proibindo, com certeza não né? São médicos desinformados e que não treinam.
Eu treino jiu-jitsu e MMA e sei que é muito difícil sobreviver a lesões e se recuperar sem tomar nada.
Daqui a 10 anos, eles vão falar: “nossa como nós proibimos aquilo né?”. O Whey Protein e a Creatina já foram proibidos e hoje em dia estão na farmácia. Os médicos das Comissões estão atrasados. O importante não é proibir, mas monitorar a quantidade de hormônios que os atletas estão tomando.

Se tivesse que dar uma porcentagem sobre o número de atletas que se dopam no UFC, qual seria?

Acredito que 98% deles se dopam, mas com esse cerco e os exames surpresas, a tendência é que os lutadores deem uma parada.
Não sei se vai diminuir o uso para todo mundo ou só para quem eles querem né?
Quem garante que os atletas não vão ser avisados três semanas antes que farão um exame surpresa?

Você acredita que é possível ser campeão do UFC sem tomar nenhuma substância proibida?

A parte hormonal do cara tem que estar muito em dia, como acontece com atletas de 19, 20 anos.
Mas quem quer ver luta de um desconhecido de 19 anos? O público quer ver os mitos lutando, então não vejo o uso de certas substâncias como trapaça. O lutador mais velho quer apenas competir com igualdade com os mais novos, estará apenas se nivelando aos mais jovens.

Como vê a evolução do doping?

A evolução no doping é tentar chegar na molécula idêntica ao que o organismo produz, antigamente os lutadores utilizavam outros tipos de medicamento e cada um tem o seu tempo de vida médio.

Se você tomar a Deca Durabolin para melhorar a densidade mineral óssea de uma fratura, será detectada no seu corpo em até 18 meses
e muitos atletas não sabem. A Maurren Maggi (saltadora e velocista brasileira) foi pega no doping,
mas com certeza não foi para obter melhor desempenho na hora da competição, mas sim para se recuperar de alguma lesão,
para ter uma melhora durante os treinos.

A melhor droga que tem é a molécula padrão, que tem a anabólica e a androgênica, que é a testosterona, que se tiver em níveis normais,
não trará problema algum ao atleta.

 

Contatos para compras de AE’s

Whatsapp- (11) 99108-1334

E-mail: labscompany2@gmail.com

Site:  WWW.LABSCOMPANY.COM